Lembrancinhas em geral clique e confira!!!

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Os perigos do caramujo africano

Postado Por educaipo Postado As 18:55 Com 3 Comentarios
Como uma praga esta espécie se espalhou por varias cidades do Brasil, levando a loucura agricultores e a população em geral, pois o bicho além de acabar com tudo o que temos plantado no quintal ainda pode transmitir doenças, como: meningite e peritonite.
A espécie adora a época das chuvas e se reproduz muito rapidamente e pensar que quando a espécie apareceu algumas famílias chegavam a cuidar deles, tudo por que foi espalhado que o bicho era na verdade uma espécie de scargot. Por isso então da pra se imaginar o que aconteceu, muita gente empolgada, pensando que era mesmo o tal scargot e com o preço que o bichinho verdadeiro tem nos restaurantes de luxo, aproveitaram para deixar a espécie se espalhar cada vez mais, hoje com programas de conscientização das famílias, por se tratar de um bicho perigoso para o ser humano, visto que transmite doenças, reduziu-se bastante a quantidade da espécie em alguns municípios, mas ainda é um problemas sério em muitas cidades do Brasil.

Os adultos da espécie atingem até 18 cm de comprimento de concha e pesam até 500 g. No sudeste do Brasil, eles chegam no máximo a 10 cm de concha e 100 g de peso total. Os jovens possuem as mesmas características de concha dos adultos.
É uma espécie extremamente prolífica, alcançando a maturidade sexual aos 4 ou 5 meses. A fecundação é mútua, pois os indivíduos são hermafroditas e podem realizar até cinco posturas por ano, podendo atingir de 50 a 400 ovos por postura. É ativa no inverno, resistente ao frio hibernal e à seca. Normalmente passa o dia escondido e sai para se alimentar e reproduzir à noite, ou durante e logo após as chuvas. A tonalidade do corpo é cinza-escuro e as conchas possuem faixas de coloração variável, de castanho até levemente arroxeado. Os ovos são um pouco maiores que uma semente de mamão, e possuem coloração branco - leitosa ou amarelada.
Para combater o Achatina fulica, inicialmente é necessário identificar corretamente o caracól africano para que não haja qualquer confusão com as espécies nativas, posteriormente o exemplar deve ser pego com luva ou saco plástico para evitar o contato direto com ele, e deve ser colocado sal ou cloro sobre o mesmo; também pode-se esmagá-lo, e não se deve esquecer de destruir seus ovos no solo com uma vassoura de grama


Educaipo.

parte da fonte: wikipedia




Digite seu e-mail abaixo e receba nossas atualizações grátis!!

Digite seu e-mail abaixo:


Delivered by FeedBurner

3 comentários :

  1. Uso uma solução de água e sal de cozinha, morte rápida.

    ResponderExcluir
  2. podemos comer resolveremos a infestaçao ele e comestivel na africa eles comem foi introduzido no Brasil para substuir o scargot so nao foi aceito
    poque ele escuro as pessoas que introduziram eles no Brasil falam que nao tem nenhuma diferença no sabor alem de ser facil par se criar isso ai e conversa doença veneoso perigoso nao tem nada haver qualquer caramujo ele perigoso poque ele come qualquer coisa

    ResponderExcluir
  3. Se for essa espécie, quando era criança brincava com ele , por sorte nunca peguei nada, mais so hoje sei do perigo que corri.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário!!! Tenha um bom dia!

Conheça nossa loja Virtual, ARTESANATOBISCUIT Clique e confira!!!

Conheça nossa loja Virtual, ARTESANATOBISCUIT Clique e confira!!!
Artesanato em vidros, lembrancinhas, cha de bebe, aniversarios, e muito mais!!!

O melhor da decoração para festas esta aqui!!!